Dia Mundial do Refugiado não vai passar em branco no RN: data será lembrada com prestação de serviços a indígenas venezuelanos na UERN em Mossoró

O Comitê Estadual Intersetorial de Atenção aos Refugiados, Apátridas e Migrantes (CERAM/RN) do Governo do Estado participa nesta sexta-feira, 24, da celebração pelo Dia Mundial do Refugiado, promovida pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), às 14h,  no auditório da Faculdade de Filosofia e Ciência Sociais (Fafic), no campus central, em apoio aos refugiados venezuelanos que vivem em Mossoró.
Na ação da UERN, os indígenas venezuelanos da etnia Warao vão receber assistência para o cadastro Sisconare, sistema do Ministério da Justiça pelo qual se solicita o reconhecimento da condição de refugiado no Brasil. A atualização do protocolo de refúgio é um documento fundamental para que se possa viver legalmente no país.
De acordo com o CERAM, no Rio Grande do Norte vivem 33 famílias Warao, sendo 27 (86 pessoas) em Mossoró, e 06 (29 pessoas) em Natal.
Assistência e orientações sobre cuidados com a saúde, atualização do cartão de vacinação das crianças contra a Covid-19, além de testagem da doença para toda a comunidade acadêmica e doação de alimentos vão fazer parte das ações que conta ainda com a exibição de documentários sobre os Warao. A UERN pede o apoio da comunidade acadêmica e externa para a doação de alimentos.
O projeto de pesquisa e extensão “Os Warao em Mossoró: a dinâmica migratória e o processo de aldeamento urbano no cenário pandêmico e pós-pandêmico da Covid-19” da UERN coordena as celebrações do Dia do Refugiado.
Esta ação será realizada em parceria o Programa de Educação Tutorial (PET) dos cursos de Ciências Sociais, de Enfermagem, de Pedagogia e de Computação. O PET  insere estudantes de graduação em projetos de educação tutorial com o objetivo de aplicar seus conhecimentos e ampliar sua formação.
Também participam o Grupo de Estudos Culturais (GRUESC) da UERN, e o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) com apoio do Comitê Estadual Intersetorial de Atenção aos Refugiados, Apátridas e Migrantes (CERAM/RN), OAB Mossoró e Governo do Estado do RN.

O Dia Mundial do Refugiado, segundo a ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) é comemorado em 20 de junho, e este ano o foco é  direito de buscar proteção.
De acordo com a ACNUR, cada pessoa neste planeta tem o direito de buscar proteção se é forçada a fugir – seja quem for, seja de onde for e seja quando for.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.